Agrodefesa alerta para regras sanitárias em eventos com equídeos

A Agência Goiana de Defesa Agropecuária (Agrodefesa), por meio da Gerência de Fiscalização Animal, alerta as pessoas e organizações interessadas em promover eventos pecuários e/ou aglomeração de animais sobre a documentação sanitária obrigatória para que tais atividades sejam realizadas. A observância dos aspectos legais é de fundamental importância, tendo em vista a ocorrência de possíveis consequências na saúde pública, na saúde animal e na economia do Estado.

Especialmente no caso de equídeos (asininos, equinos e muares), a Agrodefesa lembra que a participação em eventos como cavalgadas, cavalhadas, vaquejadas e demais provas equestres, é obrigatório o porte dos seguintes documentos: Guia de Trânsito Animal – GTA; Exame Negativo para Anemia Infecciosa Equina – AIE; Exame Negativo para Mormo e Vacinação contra Influenza Equina, conforme estabelece a Instrução Normativa Mapa nº 06/2018 e as Instruções Normativas nºs 45/2004, 06/2015 e 06/2018 da Agrodefesa.

O período de carência para participação em eventos pecuários e/ou aglomerações, pós-vacinação contra Influenza Equina, é de 15 dias. Quanto à AIE, Mormo e Influenza Equina, são todas doenças transmissíveis entre os equídeos, sendo o Mormo uma zoonose (doença transmissível ao homem) que pode até ocasionar a morte.

Assessoria de Comunicação Agrodefesa

Mais informações: (62) 3201-3546