Procon notifica 30 postos no DF por suposto preço abusivo; ‘efeito dominó’, dizem empresários

Donos de estabelecimentos dizem que boato sobre bombas vazias aumentou procura. Preço só subiu porque desconto de fim de ano acabou, segundo eles.

Por G1 DF e TV Globo

Preço da gasolina em posto na Epia Norte, no DF — Foto: Maíra Alves/G1

Preço da gasolina em posto na Epia Norte, no DF — Foto: Maíra Alves/G1

O Procon notificou, nesta quarta-feira (16), 30 postos no Distrito Federal que podem ter aplicado preços abusivos na venda de combustíveis. A gasolina, vendida a menos de R$ 4 na semana passada, passou à faixa dos R$ 4,29 nesta quinta (17).

A medida prevê um prazo de 10 dias para que os estabelecimentos apresentem as notas fiscais do período anterior à alta e, também, os cupons mais recentes.

Segundo o presidente do sindicato dos empresários (Sindicombustíveis), Paulo Tavares, o reajuste no preço é resultado de um “efeito dominó”. Ele afirma que, há poucos dias, as distribuidoras “cortaram os descontos” que vinham sendo aplicados na virada do ano em razão do baixo fluxo de veículos.

O efeito foi somado à “corrida aos postos” provocada, logo em seguida, pelas notícias do rompimento de um duto da Petrobras. O indicente não afetou o fornecimento de combustível no DF, mas alarmou os motoristas – o que também aumentou a demanda por gasolina e etanol.

Notificação do Proncon a postos de gasolina no DF — Foto: Reprodução

Notificação do Proncon a postos de gasolina no DF — Foto: Reprodução

Sem gasolina?

Apesar do preço mais alto, em alguns estabelecimentos da capital, as bombas estavam vazias e já não era possível comprar gasolina nesta quinta. A situação foi registrada pela reportagem em, pelo menos, três postos do Eixinho Norte.

No posto da 103 Norte, as bombas estão zeradas. Na região, o motorista Givanildo Macedo precisou circular com a carro na reserva. “Estou procurando, já, desde a Asa Sul e estou descendo o Eixinho W, justamente na procura do posto que tenha combustível”, conta.

Já no Cruzeiro, a enfermeira Tatiane Vieira abasteceu com o preço bem maior do que o dos últimos dias. “Semana passada eu cheguei a ver por R$3,79 e R$ 3,80”, lembra. “Esta semana já está R$ 4,25 a R$ 4,50, depende do posto”.

Desabastecimento?

Bandidos romperam um duto de combustível em Araras (SP) no fim de semana. A tubulação traz 3 milhões de litros de gasolina por dia para as distribuidoras do DF, no Setor de Indústria e Abastecimento (SIA).

A Petrobras Transporte S.A. (Transpetro) informou o reparo do duto foi concluído na manhã desta quarta(16).

Antes de chegar a Brasília, o duto passa por outros terminais: Ribeirão Preto (SP), Uberaba (MG), Uberlândia (MG) e Senador Canedo (GO).

Veja mais notícias sobre a região no G1 DF.