Preso faz selfies dentro de cadeia em Luziânia e posta nas redes sociais

Por Rodrigo Gonçalves, G1 GO

Diego Alves Farias postou fotos de dentro da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Luziânia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Diego Alves Farias postou fotos de dentro da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Luziânia — Foto: Reprodução/TV Anhanguera

Um preso postou fotos feitas por ele dentro da Casa de Prisão Provisória (CPP) de Luziânia, no Entorno do Distrito Federal. Nas selfies publicadas nas redes sociais, o detento Diego Alves Farias faz pose e ainda mostra outros homens dentro da cela.

Em nota, a Diretoria-Geral de Administração Penitenciária (DGAP) informou que “já foram tomadas as devidas providências em relação à ocorrência envolvendo o custodiado Diego Alves Farias, preso por crime na Lei de Tóxicos”. A nota diz ainda que o preso será encaminhado à Polícia Civil para as devidas providências”.

O G1 entrou em contato com a Polícia Civil, na tarde desta quarta-feira (17), para saber sobre o depoimento do detento e aguarda retorno. A reportagem não conseguiu localizar a defesa do preso até a publicação dessa reportagem.

Em uma das postagens, ele ainda fala que espera, em breve, estar de volta às ruas. “Acharam que eu estava derrotado, mas quem achou errado. Rueira [rua] me espere. Estou chegando mundão. PJL [‘Paz, Justiça e Liberdade’], para nós ladrão”, postou Diego em uma rede social, que foi desativada ou teve o nome de perfil alterado.

A DGAP informou ainda que foi efetuada a apreensão do aparelho celular do preso. “Um procedimento administrativo interno será aberto pela direção da unidade prisional para apuração do caso e aplicação de sanções em conformidade com a Lei de Execução Penal”, diz outro trecho da nota.

Sobre a entrada do telefone na CPP, a DGAP disse que vai apurar como ele foi parar dentro da unidade.

“Diariamente são executadas revistas em todas as celas das unidades prisionais do Estado para coibir o acesso de presos a materiais ilícitos ao ambiente do cárcere, zelando, desta forma, pela manutenção da ordem e segurança”, informou a DGAP.

Veja outras notícias da região no G1 Goiás.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *