PM prende suspeito de matar idoso que saiu para fazer caminhada, em Goiânia

Homem afirma que é morador de rua e confessou crime, alegando que estava sob efeito de drogas. Vítima havia saído de casa para caminhar quando foi morta e teve celular roubado.

Idoso é esfaqueado e morto ao sair de casa para fazer caminhada, em Goiânia

Idoso é esfaqueado e morto ao sair de casa para fazer caminhada, em Goiânia

Crime

O idoso foi morto a facadas na madrugada de sábado (14), enquanto caminhava pela Rua A com Avenida Industrial, como tinha costume. Ele foi socorrido pelo Corpo de Bombeiros, mas não resistiu.

Câmeras de segurança de um comércio da região mostram o momento em que o suspeito atravessa a Rua A, na direção da vítima (assista acima). Segundos depois o idoso caiu no chão, nas proximidades de uma árvore. Logo depois é possível ver o suspeito indo embora, correndo.

Desespero

A morte do idoso ocorreu a poucas quadras de casa. Ao saber do ocorrido, a esposa dele, a educadora Solange Monteiro, se desesperou. “Eu não estou acreditando que é o meu Sebastião, meu Deus do céu”, lamentou.

A mulher diz que sempre temeu a insegurança no bairro. “Eu sonhei que um ladrão tinha pegado ele. Aí ele me disse que era porque eu ficava muito preocupada”, contou ela.

Sebastião Alves Coutinho, 66, foi esfaqueado e morto no Setor Leste Vila Nova, em Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera) Sebastião Alves Coutinho, 66, foi esfaqueado e morto no Setor Leste Vila Nova, em Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Sebastião Alves Coutinho, 66, foi esfaqueado e morto no Setor Leste Vila Nova, em Goiânia (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

Em nota, a Polícia Militar informou que “a reclamação foi repassada para o comandante do Setor Leste Vila Nova que tem realizado ações ostensivas e preventivas no sentido de garantir ao cidadão uma segurança de qualidade. Entretanto, as brechas deixadas pelas leis dificultam esse trabalho”.

Ainda no texto, a corporação ressaltou que “irá intensificar o patrulhamento na região” e pediu que os moradores e comerciantes entrem em contato pelos números (62) 99628-9465 ou 996113622 em caso de necessidade.

Quer saber mais notícias de todo o estado? Acesse o G1 Goiás.