Paciente que teve sequelas irreparáveis após parto sem anestesista e pediatra deve receber R$ 180 mil, em Vianópolis

Por Vanessa Martins, G1 GO