Em comemoração ao Dia Nacional da Mulher Negra, evento em Montes Claros discute as lutas e conquistas no século XXI

Mesa redonda é aberta ao público e discute sobre a mulher em diversos aspectos como a beleza, religião, trabalho doméstico e danças afro-brasileiras.

Por G1 Grande Minas

Mulheres negras e suas histórias de luta são tema de mesa redonda em Montes Claros (Foto: Márvila Araújo) Mulheres negras e suas histórias de luta são tema de mesa redonda em Montes Claros (Foto: Márvila Araújo)

Mulheres negras e suas histórias de luta são tema de mesa redonda em Montes Claros (Foto: Márvila Araújo)

A mulher negra, as lutas e conquistas são tema central de uma mesa redonda que será realizada em Montes Claros nessa sexta-feira (27), em comemoração ao Dia Nacional da Mulher Negra, lembrado nesta quinta (25).

O tema “Terezas de Bengela do Séc. XXI: lutas, resistências e conquistas” será exposto por quatro palestrantes: Amanda Souza, Eloyá Amorim, Rosana Santos e Cristina Borges, ambas com trabalhos relacionados ao estudo da mulher em diversos aspectos como a beleza, religião, trabalho doméstico e danças afro-brasileiras.

“A proposta marca o dia da mulher negra, afro-latino americana e caribenha, pois ainda a uma lacuna de como elas são vistas pela comunidade. O objetivo é dar visibilidade, pois infelizmente, apesar do ativismo, elas não são reconhecidas”, afirma a professora, Bárbara Figueiredo.

O evento é promovido pelo Observatório Empoderamento do Feminino (OEF), um projeto de extensão da Universidade Estadual de Montes Claros. O departamento tem caráter extensionista e leva debates para a comunidade. Com isso, as pesquisas feitas pelos acadêmicos são explanadas para o público em geral, com um viés prático, incluindo o levantamento de dados.

As discussões começam às 19h dessa sexta (27), no Museu Regional do Norte de Minas, localizado na Rua Coronel Celestino, nº 75, Centro.